Estimulando Mentes Criativas!

Existe relação entre Tempo de Tela e Autismo?

Um estudo intrigante, publicado recentemente na JAMA Network Open, levanta uma questão importante: há uma ligação entre o tempo de tela e o transtorno do espectro autista (TEA)? Para explorar essa possível conexão, os pesquisadores realizaram uma meta-análise abrangente.

Contexto do Aumento das Taxas de TEA

Atualmente, o crescimento nas taxas de TEA representa uma preocupação pediátrica notável. Interessantemente, o estudo foca no impacto do uso excessivo de telas no desenvolvimento desta condição. Este uso tem aumentado devido à popularidade de dispositivos como smartphones e tablets, embora as evidências científicas sejam limitadas e contraditórias.

Além disso, a pandemia de COVID-19 resultou em um aumento significativo no tempo de tela. Diversos estudos sugerem que o tempo excessivo diante das telas pode causar atrasos no desenvolvimento em crianças pequenas, potencialmente elevando o risco de TEA. Contudo, esta correlação ainda necessita de mais estudos para uma conclusão definitiva.

Detalhamento do Estudo

Neste estudo, os pesquisadores se debruçaram sobre a relação bidirecional entre o uso de telas e o TEA. Eles analisaram a literatura existente e realizaram uma meta-regressão para identificar fatores moderadores.

Para isso, a equipe pesquisou várias bases de dados até 1º de maio de 2023. Eles se concentraram em artigos empíricos e dissertações em inglês, excluindo revisões literárias e estudos sem grupos comparativos ou dados de tamanho de efeito.

De forma meticulosa, dois pesquisadores avaliaram os dados independentemente. Eles utilizaram métodos estatísticos avançados para transformar os tamanhos de efeito em valores de log OR, visando uma análise meta-analítica robusta. A qualidade dos estudos foi rigorosamente avaliada usando a lista de verificação GRADE.

A busca resultou em 4.682 registros relevantes, com 46 estudos publicados entre 2011 e 2023, incluindo mais de meio milhão de indivíduos. A análise revelou 37 tamanhos de efeito em crianças e 29 em adultos de diferentes faixas etárias.

Conclusões do Tempo de Tela e o Autismo

Os pesquisadores descobriram uma associação significativa entre o uso geral de telas e o TEA, especialmente em crianças. No entanto, o impacto do viés de publicação minimizou a significância desses achados.

Essas descobertas destacam a necessidade de mais investigações para clarificar a relação entre o tempo de tela e o TEA. Além disso, enfatizam a importância de orientar pais e cuidadores sobre o uso equilibrado de telas.

Referência:
* Yaakov Ophir, PhD; Hananel Rosenberg, Ph.D.; Refael Tikochinski, MA; Shani Dalyot, Ph.D.; Yuliya Lipshits-Braziler, Ph.D. Screen Time and Autism Spectrum Disorder A Systematic Review and Meta-Analysis, JAMA Network Open, 2023;6(12):e2346775. doi:10.1001/jamanetworkopen.2023.46775 https://jama.jamanetwork.com/article.aspx?doi=10.1001/jamanetworkopen.2023.46775

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *